Search

O que aprendi, mas não sei usar!

Durante anos na escola recebemos uma carga de informação dita como útil, seguindo as diretrizes e bases do ensino conforme o Ministério da Educação. O fato é que talvez você ainda fique se perguntando, por qual razão ou motivo você tem que saber das tais mitocôndrias, ou no que vai me ajudar entender que Força = Massa * Aceleração.


Enfim, quando estive no ensino médio a escola promoveu uma excursão a um parque temático que fica próximo a Campinas em São Paulo, como não tenho compromisso com marca vou citá-lo, Hopi-Hari. Lá talvez tenhamos mais nos divertidos do que observado o propósito de tudo, hoje olho para trás e vejo que a vivência me deu a experiência.


Pude ver a força centrípeta, no chapéu mexicano, e hoje presente nas curvas ao dirigir pelas estradas de São Paulo.


A inversão da energia potencial (e conversão em energia cinética) e o que ela pode fazer em nosso estômago na montanha-russa. E você também vai se lembrar de algumas ladeiras que passou por aí.


Além de aprender que a combinação da conversão das energias do parágrafo anterior com a soma de lanches e doces, pode causar um distúrbio um tanto quanto desagradável em seu estômago.


Por fim, aprendi muitas coisas, nem sempre fomos instruídos em como usar. Isso é talvez o ponto de ignição que não olhamos ou nossos aprendizes não estão prontos, ou como sociedade não queremos ensinar, quem se destaca ou saí da "casinha" é que aprendeu a usar ou ler o que não estava escrito.


Não há uma fórmula mágica, o intuito aqui é apenas uma provocação e refletir sobre, sempre que aprender algo ou for aprender, contextualize no seu dia a dia.

7 views0 comments

Recent Posts

See All