Buscar

O tal do Life Long Learning

Atualizado: 22 de jun.

É provável que você deve ter ouvido de alguém que precisaria estudar para se tornar alguém na vida. E aqui, algo mais que esqueceram de te contar.


Entramos nos anos iniciais mirando o fim deles, depois para o fundamental mirando o último ano deles (atualmente o 9.º ano), como sou um pouco mais velho, lá era a 8.ª série. Dali partimos para o conturbado Ensino Médio (e talvez a palavra médio para mim hoje faça mais sentido). Pois, bem! Três anos em que você "se prepara" para definir o que vai fazer para o resto da vida.


Em tese a partir daquele momento era só escolher uma profissão, fazer uma faculdade e começar a ganhar rios de dinheiro, comprar um carro, uma casa, casar, ter filhos e repetir o ciclo. Plano perfeito, não? Não mesmo.


A Educação desde então vem seguindo moldes de algumas décadas, tudo o que vemos até terminar a faculdade tem um fundamento de anos de estudo, dedicação, variáveis e sua mudança é complexa.


Ao chegar na vida profissional tão esperada por tantos anos investindo em aprendizado, você simplesmente irá descobrir que a jornada foi boa, mas você não está pronto. O mundo muda muito rápido e está cada vez mais rápido. A tecnologia acelerou muito o processo e aqui está o ponto, você precisa aprender a mudar junto.



No período dos anos 60-80 grandes líderes e CEOs seguiram essa onda tradicional se formaram engenheiros e criaram empresas gigantescas. O sinônimo de engenharia era de sucesso até então (e durou um pouco mais, talvez mais do que deveria). Nos anos 80-90 começou a derrubar um pouco a tal lei, afinal de contas estavam aparecendo pessoas diferentes, e as grandes empresas Techs sendo criadas em garagens.


Temos histórias até de pessoas que largaram a faculdade e se tornaram bilionários. O meu ver (e aqui a minha leitura de fato). Eles quebraram as regras, desafiaram a verdade e por fim, questionaram o modo de viver! Isso fez a diferença e criou o que temos hoje. Não é simplesmente automatizar, melhorar, ter mais acesso, dividir informação, conectar pessoas isso tudo é consequência! O passo inicial foi não concordar o que Jorge Amado colocou para Gabriela "Eu nasci assim, ou sou assim". E carinhosamente eu chamo "Síndrome de Gabriela".


Agora partindo ao título. O conceito de Life Long Learning tem se tornado moda, principalmente no meio corporativo. O fato é que ele sempre existiu, mas nunca em tamanha evidência, com uma tradução adaptada, podemos o chamar de "Aprendizado Contínuo", talvez o que tinham me contado quando escolhi estudar na área de TI lá no passado. Isso ocorre pelo fato do mundo estar em constante evolução e mudança, o que se sabia ontem pode ser defasado amanhã, ou até mesmo hoje. E a "Síndrome de Gabriela" é questionada diariamente.


É possível que em um próximo passo da educação seja encurtar o tempo de estudo, ou o modelo de ensino principalmente aquele que te prepara para o ambiente laboral. Alguns estudos estimam que uma faculdade de 4 anos, quando você sair você já tem 50% de defasagem do que precisaria saber.


Como assim? Pois é, a mudança talvez não tenha sido tão contínua e cíclica, mas ela é certa. Em 2008 ingressei em um curso de graduação, naquela época a linguagem Java estava explodindo, profissionais certificados eram disputados. Os bons ainda permanecem no mercado e a linguagem continua sendo muito boa, mas já surgiram novas. O C# que já existia na época também avançou. Mas temos profissionais trabalhando com JavaScript, TypeScript, Node, React que podem inclusive estar bem mais bem posicionados que a galera de 2008 (caso não tenha se atualizado).


Se duvida da velocidade da evolução [e por consequência a necessidade do Aprendizado Contínuo], volte 04 anos e imagine utilizando o seu celular de 04 atrás, seu notebook de 04 anos atrás, ou comparando o carro e tecnologia embarcada de 04 anos atrás com um modelo atual.


Um conceito muito importante e uma informação bem relevante, não significa que você precisa estar matriculado em uma faculdade constantemente, mas sim, olhando para o mercado, tendências e evoluções. Cursos de 1 ou 2 semanas, certificações ou imersões em temas te darão mais visibilidade e você conseguirá ver o mundo com outros olhos.


Estudar sobre temas ditos como "aleatórios" durante anos podem lhe entregar uma visão do todo, de como as coisas se relacionam.


Em outro momento vou contar um pouco mais de Soft Skills a relação do Life Long Learning e também quem provavelmente serão os próximos líderes.

28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo